Projeto incentiva meninas a se interessarem pelas ciências exatas em Nova Iguaçu

Projeto incentiva meninas a se interessarem pelas ciências exatas em Nova Iguaçu

Iniciativa “Tem Menina no Circuito” é realizada em escola estadual de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro


Por
Publicado em 21/12/2017 às 21:38:43

Projeto Tem Menina no Circuito. Reprodução/Foto: Google
Projeto Tem Menina no Circuito. Reprodução/Foto: Google

Ao apresentar, de forma lúdica e divertida, como a energia é conduzida dentro de um circuito elétrico às alunas do Ensino Médio da Escola Estadual Alfredo Neves, em Nova Iguaçu, (RJ), o projeto “Tem Menina no Circuito” as conduz para um universo hoje majoritariamente masculino.

De acordo com uma pesquisa da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), em 2012, somente 14% das brasileiras que ingressam pela primeira vez na Educação Superior escolheram cursos relacionados à ciência, incluindo engenharia, indústria e construção. (Confira uma reportagem, sobre o assunto, feita pelo Todos Pela Educação aqui).

A iniciativa, que busca incentivar a participação feminina nas carreiras de ciências exatas é desenvolvida, desde 2014, por Thereza Cristina de Lacerda Paiva, Elis Sinnecker e Tatiana Rappoport, professoras do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e, para auxiliar as docentes, são escolhidas duas alunas como monitoras.

“A ideia é quebrar o aspecto sisudo de como a física é comumente apresentada hoje no Ensino Médio”, afirma Thereza.

É uma forma de tornar a aprendizagem, prevista na meta 7 do Plano Nacional de Educação, mais instigante. Ela conta que o projeto, que é anual, começa com cerca de 25 alunas, mas, infelizmente, ao final de cada ano letivo esse número cai para menos de 10.

Por Equipe iRJO

Acompanhe o autor

Siga-me

NOTÍCIAS SOBRE

educaçãomeninasnova iguaçurio de janeiro

DEIXE SEU COMENTÁRIO


© 2013 - 2018 copyright. Todos os direitos reservados a equipe IRJO.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações por qualquer meio sem a prévia autorização da instituição. Dúvidas? Entre em contato e/ou Consulte LEI Nº 9.610, de 19 de FEV de 1998.

Pololítica de Privacidade